fbpx

Jonang Chamda

O Monastério Jonang Chamda foi fundado por Tsangwa Gelong Khenchen Ngawang Chöphel Gyatso, que é conhecido como um grande erudito. Ele nasceu no ano tibetano do macaco terrestre de 1788, em um lugar chamado Zeyul Rapkha, e foi ensinado por muitos estudiosos, como a reencarnação de Tsangchen, Konchok Jigmey Namgyal Latse Ngawang Gyaltsen, Won Sangye Gyatso, Kongtrul Yonten Gyatso e Karma Wosal Gyurme, e foi ordenado por Panchen Rinpoche Tenpé Nyima. Ele recebeu os profundos ensinamentos sobre os estágios de geração e completude de Kalachakra e outros ensinamentos das escolas Jonang, Gelug, Kagyu, Nyingma e Sakya, e alcançou alta realização. Seus discípulos incluem Bhamda Thupten Gelek Gyatso, Zongchen Pal Trul, Shéchen Vero, Jamgon Kongtrul e muitos outros estudiosos.

No décimo quarto rabjung do ano do coelho terrestre de 1849, o monastério Chamda foi construído, recebendo o nome da montanha atrás da qual está localizado. A partir de então, ele manteve os princípios da Jonang e seguiu a tradição de Lama Tsangwa.

    Durante a revolução cultural, o mosteiro foi quase destruído e muitas estátuas foram completamente demolidas. Muitos dos professores superiores não puderam continuar seu trabalho e faleceram. Então, em 1985, foi iniciado o trabalho de restauração do mosteiro. A partir dessa época, o primeiro professor foi Khésang Rinpoche, a encarnação de Avalokiteshvara e o décimo segundo lama residente. O décimo terceiro lama foi Khen Rinpoche Kunga Sherap Saljé Phuntsok Jungney.

    No Monastério de Chamda há três centros: o centro de prática Samten Ling, o shedra Thosam Ling e o Lobchung Losel Ling. No shedra, os monges estudam os ensinamentos dos oniscientes Dolpopa Sherab Gyaltsen, Jetsun Taranatha, Ngawang Lodrö Drakpa e Jamyang Bhamdha Lama Thupten Gelek Gyatso, bem como os cinco principais textos de sutra e as quatro classes de tantra. Os praticantes do Samten Ling seguem a prática dos Seis Vajra Yogas de Kalachakra e muitas outras.

    Os alunos do Losel Ling, por sua vez, estudam escrita, leitura, gramática, práticas rituais, astrologia, poesia, lógica, medicina e história. Desde 1994, mais de 40 monges obtiveram permissão para se dedicar ao trabalho do Darma. Atualmente, há 216 monges permanentes e cerca de 300 no total. Há um salão de assembléias, um salão de chá, um santuário de Kalachakra, um salão de ensino, uma biblioteca, um centro de retiro e cerca de 100 quartos de monges. Muitos rituais são realizados em datas importantes do calendário tibetano.

    Professores Afiliados

    Khenpo Kunga Sherab Saljé

    Um dos contemporâneos de Lama Lutrin, Khenrinpoché Kunga Sherab Saljé, foi aluno de Lodrö Drakpa e recebeu extensos ensinamentos em todas as oito grandes linhagens de prática. Assim como Lama Lutrin, quando as restrições religiosas foram suspensas em 1980, Khenpo Sherab fez um esforço significativo para reviver os ensinamentos dentro da Jonang e de outras tradições. Khenpo Sherab foi o primeiro lama superior da Tradição Jonang a viajar para a Índia e o Nepal, onde deu ensinamentos ao Décimo Quarto Dalai Lama e ao tutor do Karmapa, Bokar Rinpoché. Desde 1992, seu principal aluno, Khenpo Lobsang Chödrak, tem ensinado o Darma Jonang aos monges de Chamda. Foi durante seu tempo no Monastério de Chamda que Khentrul Rinpoché estudou Zhentong Madhyamaka com Khenpo Sherab e escreveu um pequeno tratado esclarecendo muitos pontos sobre o assunto.